Biografia

Baiano de Salvador, nascido em 1954, cursa o 2o grau nos Maristas da Bahia e expõe pintura óleo sobre tela pela primeira vez no Gabinete Português de Leitura de Salvador, aos 13 anos, numa mostra coletiva intercolegial.

Como estudante de arquitetura continua a trabalhar com artes plásticas e a expor seus trabalhos, concentrando sua atividade artística na concepção e elaboração de cenografias para o teatro baiano. Neste período vai gradativamente abandonando a pintura a óleo e abraçando o desenho sobre papel, nas suas mais variadas técnicas, dando preferência à do pastel a óleo.

Em 78 ganha uma bolsa de estudos e viaja para a Itália para fazer  Mestrado em Restauro dos Monumentos pela Universidade de Nápoles. Durante esta pós-graduação, participa de uma mostra coletiva em Florença e de uma Bienal de arte em Nápoles,  onde reside e estuda por dois anos. Aproveita o período para visitar os principais museus e exposições de arte, na Europa, e para aprimorar a técnica do desenho.

Retorna ao Brasil no início dos 80 e continua a trabalhar em vários setores da criação artística, priorizando o desenho sobre papel e a cenografia. É deste período o cenário da ópera “La Traviata”, no TCA e a proposta “Caras Cores”  para o concurso  de  Decoração  da  Cidade para  o Carnaval (elaborados em co-autoria).

Faz a primeira exposição individual – chamada CHICO MAZZONI- DESENHOS – na galeria da Aliança Francesa de Salvador, em 1983, e segue, a partir daí, a trabalhar profissionalmente com desenho e pintura, mostrando com regularidade seus trabalhos, em mostras  coletivas e salões em Salvador e outras cidades, como São Paulo e Viena.

Em 1984, sem ainda abandonar o desenho, inaugura sua fase de pintura acrílica sobre papel e papelão, na mostra “IMAGINÁLIA”, que trata de modo agressivo imagens arquetípicas e quotidianas, temas que são abordados, de maneira ainda mais radical,  na exposição “ARTE-DE-COR”, de 1985, onde procura explorar o máximo das potencialidades da cor, sua personagem central, na pintura acrílica. Sua mostra seguinte, “CENA & ÓTICA” de 1987, segue na mesma linha da pintura acrílica s/ papelão, mas usa agora temáticas aleatóreas das artes cênicas para exprimir sua linguagem.

Volta saudoso para o desenho no fim dos anos 80 e faz a exposição “DEZENHO”, no Museu de Arte da Bahia onde procura o essencial no traço, nas formas simplificadas, ou seja, põe-se à procura do ZEN na arte. Já em 90, na mostra “PAR OU  ÍMPAR”,  no  Instituto   Brasil-Alemanha (ICBA), que trabalha com a idéia do complementar, do yin/yang, numa procura “gestáltica” das imagens, a convivência entre o desenho e a pintura fica revelada. Nesta mostra começa a fusão entre figura e fundo,  que vai tornando as imagens menos definidas, característica que  se afirma nas mostras posteriores.

Alterna ao longo desta trajetória, suas atividades artísticas com o trabalho de arquiteto, restaurador, cenógrafo,  e designer.

Entre o fim dos 80 e começo dos 90, projeta e constrói seu atelier e aí se estabelece definitivamente com o espaço necessário para as suas múltiplas atividades.

Neste período é convidado para ensinar no Curso de Especialização em Restauro da Faculdade de Arquitetura (UFBA), curso bienal oferecido aos países de língua portuguesa e espanhola. Passa então um período de recolhimento e preparação para a retomada da pintura sobre tela que vem a desembocar na exposição “POR ESTA LUZ QUE ME ALUMIA”, 1995, na Diagrama, onde expande seus formatos e persegue a luz como objetivo maior da sua pintura, em imagens difusas que tendem ao mono-cromatismo e que confirmam a procura da fusão entre figura e fundo. A disponibilidade de um espaço maior, oferecido pelo novo atelier possibilita a progressiva ampliação do formato de suas telas.

Em 1996 vai ensinar na graduação da Faculdade de Arquitetura onde fica por quase três anos. No ano 2000 é contratado como professor titular da Universidade de Salvador (UNIFACS), para ensinar a disciplina PLÁSTICA, no curso de Arquitetura.

Em 1997, faz uma grande exposição, no Museu de Arte Sacra da Bahia, chamada ”ESTAÇÃO DA LUZ”, onde a procura da luz na pintura se radicaliza em telas de grandes formatos.

No intuito de se manter sempre atualizado quanto à produção da arte contemporânea, Chico tem viajado com freqüência, ao longo desses anos, para visitar museus, mostras e bienais.

Como cenógrafo Chico tem levado seu trabalho para outras capitais brasileiras. Como desenhista e pintor ele possui obras adquiridas por colecionadores brasileiros e estrangeiros.

No mês de Maio de 2000, realiza sua maior exposição individual, chamada, “Milênios no ar”, no Bahia Design Center (Trapiche Adelaide), Salvador/Bahia, numa referência aos diversos mitos da história da humanidade, utilizados como suporte temático para sua atual pesquisa estética que, embora tratando a luz como protagonista das cenas, explora muito mais as nuances desta luz, através das transparências, veladuras, camuflagens, desvios e superposições.

Fez parte do projeto MESTRES DA PINTURA BAIANA, conjunto de clips feitos com 25 artistas baianos, em comemoração aos 500 anos da Descoberta do Brasil, selecionados pela TV BAHIA (Rede Globo) e veiculados em 2000 e 2001.

Foi selecionado, junto a outros 2 artistas baianos, para compor a 6ª edição da Southward Art – Latin American Art Review, ( Dez-Fev/2002 ), na reportagem “Chico Mazzoni : Contemporary Figuration”,  assinada por Matilde Matos.

Já em 2003, comemorando seus 20 anos de carreira, realiza a exposição BRASILIANA refletindo e reinterpretando as identidades brasileiras, num conjunto de 20 telas que sintetizavam todo seu longo aprendizado do manejo das linguagens plásticas ao longo desses anos, com grande aprovação de público e crítica. Uma parte da BRASILIANA é reapresentada em sala especial, no conjunto de eventos de arte do Mercado Cultural, no final do mesmo ano. O conjunto de quadros representando os “caboclos do 2 de julho baiano”, pertencentes à série BRASILIANA são incorporados à  Southward Art Collection em Buenos Aires, Argentina.

A partir de então tem participado de exposições coletivas e outros eventos ligados à arte e à cultura.

 


Histórico

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

  • 1983 CHICO MAZZONI – DESENHOS – Aliança Francesa, Salvador/Ba.
  • CHICO MAZZONI -DESENHOS – Galeria do CCCP, Itabuna / Ba.
  • 1984 IMAGINÁLIA – Hotel Meridien, Salvador/Ba.
  • 1985 ARTE-DE-COR – Forma, Salvador/Ba.
  • 1987 CENA & ÓTICA – Forma, Salvador/Ba.
  • 1988 DeZENho – Museu de Arte da Bahia, Salvador/Ba.
  • FOTOGRAMA – Centro Cultural 18 do Paschoal, Salvador/Ba.
  • 1990 PAR OU ÍMPAR -Instituto Goethe da Bahia / ICBA, Salvador/Ba
  • 1992 CHICO MAZZONI – Centro Cultural África, Vera Cruz/Ba.
  • 1995 POR ESTA LUZ QUE ME ALUMIA – Diagrama, Salvador/Ba.
  • 1997 ESTAÇÃO DA LUZ -Museu de Arte Sacra, Ba.
  • 2000 MILÊNIOS NO AR – Bahia Design Center, Salvador/Ba.
  • 2003 BRASILIANA – EBEC Galeria de Arte, Salvador/Ba.
  • 2006 POP-UP – EBEC Galeria de Arte, Salvador/Ba.
  • 2008 VINTE E CINCO – Art Factory – Cons da Holanda, Salvador/Ba.
  • 2010 CIDADES INVISÍVEIS- Centro Cultural Correios, Salvador/Ba.
  • 2014 TRAMAS SINCERAS – Palacete das Artes, Salvador/Ba.

EXPOSIÇÕES COLETIVAS

  • 1972 CLOSE Galeria de Arte, Salvador/Ba.
  • 1979 2ª BIENNALE D’ARTE SANTA CHIARA – Mon. di Sta Chiara, Nápolis, ITÁLIA.
  • 1980 TEMPO – 5 Brasiliani Si Incontrano – Casa dello Studente, Firenze, ITÁLIA.
  • 1984 Hotel Galeão Sacramento, Vera Cruz, Bahia, BRASIL.
  • DA ARTE DOS JOGOS – Spazio Pirandello, São Paulo, São Paulo.
  • IV Salão Brasileiro de Arte – Fundação Mokiti Okada, São Paulo.
  • 1987 GRAFIK AUS BRASILIEN – Hum Movement, Kleine Gallery, Viena, ÁUSTRIA.
  • 1988 PROJETO VERÃO – MAM Museu de Arte Moderna – Salvador/Ba.
  • 1989 CAMISETAS ASSINADAS – Galeria O Cavalete – Salvador/Ba.
  • 1993 Expos Beneficente Instituto dos Cegos da Bahia – Solar do Ferrão e Shopping da Barra.
  • 1994 VISÕES DA SEXUALIDADE – Fund Gregório de Matos, Salvador/Ba.
  • 1995 ARTE no BARRA – Fund Gregório de Matos, Shopping da Barra Salvador/Ba.
  • PERSIANAS ASSINADAS – Shopping Barra, Salvador, Ba. Aracaju/Se.
  • 1998 FEIRA DA MÚSICA – Cent de Convenções Bahia – Salvador/Ba.
  • 1999 IYAMÍ EWON PUPÓ – Hom. À yemanjjá – Pós-Tudo Rest. – Salvador/Ba.
  • 100 ARTISTAS PLÁSTICOS DA BAHIA-Museu de Arte Sacra-Salvador/Ba.
  • 1ª EXPO LEILÃO DE ARTE GACC – Museu de Arte Moderna Salvador/Ba.
  • 2000 2ª EXPOSIÇÃO LEILÃO DE ARTE GACC-C.Cultural da Caixa – Salvador/Ba.
  • COLETIVA do FAROL – Museu Náutico da Bahia- Salvador/Ba.
  • 2001 MESTRES DA ARTE BAIANA – Museu Náutico da Bahia – Salvador/Ba.
  • 14 ARTISTAS – Mundo Arte & Eventos Galeria – Salvador/Ba.
  • RADIO BAZAR – Forte da Jiquitaia – Salvador/Ba.
  • 500 ANOS DA B.DE TODOS OS SANTOS – Fund Gregório de Matos/Ba.
  • PINTURA EM GESTOS DE PAZ – C. Cultural da Caixa – Salvador/Ba.
  • 2002 ARTE NO PEITO – Mundo Arte & Eventos Galeria – Salvador/Ba.
  • Galeria Mercado das Artes – Salvador/Ba.
  • EXPO BENEFÍCIO DO MARTAGÃO GESTEIRA – Museu de Arte Moderna
  • 2003 HOMENAGEM A CARYBÉ – EBEC Galeria Salvador/Ba.
  • MERCADO CULTURAL 2003 – Cultural da Caixa- Salvador/Ba.
  • ART FOR SALE 2003 – GALERIA ACBEU – Salvador/Ba.
  • ARTE CONTRA A FOME I 2003 – EBEC Galeria de Arte – Salvador/Ba.
  • 2004 MATILDE – homenagem à crítica – EBEC Galeria de Arte – Salvador/Ba.
  • EXPOSIÇÃO COLETIVA – Galeria da Aliança Francesa – Salvador/Ba.
  • FEIRA HYPE 2004 – Associação Atlética da Bahia – Salvador/Ba.
  • ARTE CONTRA A FOME II 2004 – EBEC Galeria de Arte – Salvador/Ba.
  • 2005 ACERVO TRIBUNA DA BAHIA – Espaço Cultural do Ateliê – Salvador/Ba.
  • MOSTRA EM PEQUENOS FORMATOS – Básica – Salvador/Ba.
  • 2006 BEL BORBA E CHICO MAZZONI – Banho Design – Salvador/Ba.
  • 2007 COMEMORAÇÕES – 80 anos de Matilde Matos- EBECGaleriia Salvador/Ba.
  • CIRCUITO DAS ARTES – Pal da Aclamação – Salvador/Ba.
  • ARTISTAS ARQUITETOS – Prova do Artista Galeria de Arte – Salvador/Ba.
  • 2008 SOLIDARIEDADE – Homenagem a Chico Diabo – EBEC Galeria Salvador/Ba.
  • GRANDES ARTISTAS EM PEQUENOS FORMATOS – Museu Regional de Arte – Universidade de Feira de Santana, Bahia.
  • 2009 CIRCUITO DAS ARTES – Galeria do Palacete das Artes – Salvador/Ba.
  • ARQUITETOS ARTISTAS -Arquitetura – Museu de arte Sacra – Salvador/Ba.
  • 2010 CIRCUITO DAS ARTES – Galeria do Palacete das Artes – Salvador/Ba.
  • 2011 ARQUITETOS ARTISTAS – Museu Regional de Arte – Universidade de Feira de Santana, Bahia.
  • EXPOSIÇÃO SANT’ANA – Leilão de Parede – Para as obras de restauração da Igraja de Sant’Ana, Museu de arte Da Bahia, Salvador/Ba.
  • 2012 CIRCUITO DAS ARTES – Museu de Arte da Bahia – Salvador/Ba.
  • ÁGUAS – REFLEXOS NA ARTE DA BAHIA – Com lançamento de livro com o mesmo título, assinado por Matilde Matos Ministério da Cultura, CETREL e Caramurê Publicação EBEC Galeria de Arte – Salvador/Ba.
  • 2013 50 ANOS DE ARTE NA BAHIA – Com re-lançamento de livro com o mesmo título, assinado por Matilde, Caramurê Publicação. Projeto Caixa Cultural Salvador – Salvador/Ba.
  • THE CATTPARADE – Mostra de escuturas pintadas por artistas brasileiros. Paulo Darzé Galeria de Arte e Pestana Bahia Hotel. Salvador/Ba.